A vida normal e o estragamento


Deixamos o sertão ontem e parece que há uma espécie de “buraco” em nós… É a mistura do corpo cansado, da alma agitada que se envolve e que depois tem que “deixar”, e do senso de estranheza recorrente que confronta o que chamamos de voltar para a “vida normal”. Que vida normal? Encontros com o coração de Deus nos mostram que a vida normal não é esta que se envolve esporadicamente, ou de vez em quando, nem “quando der…” – isto, é a vida anormal. Que Deus nos livre da letargia e da indiferença de sermos anormais.

A vida normal é a que usamos diariamente para gastar com os negócios e interesses do Pai, com os sonhos dEle. É deixar-se estragar e não prestar para mais nada, se não para uma coisa só, ou melhor, PARA UM SÓ. Eu decidi que quero viver estragado!

{b.a}

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s