“Você pode aliviar a dor do coração do Pai…”


Era 30 de Maio de 2014 – Na ocasião eu estava completando 28 anos.  Uma amiga missionária profundamente envolvida com a tarefa (da proclamação) veio até a mim e me deu um presente dizendo: “Este é um presente muito significativo. Mas você só deve abrí-lo quando chegar em casa”. O caminho de volta pra casa pareceu-me longo e distante. Na “cachola” do ser humano havia curiosidade e algumas perguntas… Que presente é este? Porque eu só devo abrí-lo em casa? O que pode ser tão significativo?

Ao chegar em casa, a primeira coisa que fiz foi abrir o tal presente. Era uma foto linda (ampliada) do Rio Amazonas. Linda mesma! Colorida, cheia de vida e comunicativa. Na foto, o sol brilha sobre o rio, e isto me remetia (e me remete) ao entardecer que eu AMO. A foto tirada pela própria missionária já era linda de se ver e de sonhar, de observar (prestar atenção) e de admirar – uma foto e muita poesia! Junto à foto havia um bilhete escrito a mão. Um texto simples, e curto, que dizia:

“Quero “cutucar” seu coração acerca dos povos ribeirinhos! Ao olhar para esse “lugar de habitação” desses povos, pense em dois aspectos: 1) O rio tranquilo e misterioso esconde em sua margem gente sofrida e sem Deus! 2) Você é alguém que pode aliviar a dor do coração do Pai acerca desses povos! Pense, ore e envolva-se”.

Terminei de ler o bilhete sorrindo… Dobrei e guardei. Desde esse dia, passei a orar por um povo que eu não conheço. De maneira gradativa o Senhor me levou a amá-los. Ele me levou a se importar. Quando percebi, eu já havia passado pelos três estágios do bilhete significativo: pensar, orar e se envolver.

Orei pelos Ribeirinhos sem nunca se quer sonhar que um dia eu poderia estar lá. Apesar do envolvimento através da oração, pensei que Deus queria apenas um intercessor que se colocasse na brecha em favor do Seu povo (e isto já seria suficiente). Mas O SENHOR em Seus planos incríveis havia decidido me surpreender e me maravilhar… Um ano depois Ele quis me enviar pra PISAR e expiar a TERRA! (E lá vou eu com tanta alegria!!!) 🙂

Bem, é real. Estou a menos de 24 horas da viagem (rindo e chorando). Apenas um avião, um ônibus e algumas horas de barco me separam do povo amado que eu tanto quis (e quero) conhecer, abraçar e servir.  O sonho gerado em oração, agora, NÃO É MAIS SONHO! Estou indo ali (feliz) aliviar a dor do coração do meu Pai!

Deus tem suas conexões através de pessoas que entram ou passam em nossas vidas e nos lesionam de alguma forma. A foto do rio se tornou mesmo significativa – uma marca em minha história. E o bilhete, é o registro do início de uma história.

Que NOBRE trabalho é o de poder me gastar pelo Rei e pelo Reino.

{b.a}

Anúncios

Um comentário sobre ““Você pode aliviar a dor do coração do Pai…”

  1. Pingback: Um ano de Ribeirinhos! | Peregrino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s