O Diário de David Brainerd


David-Brainerd

David Brainerd (1718-1747)

Conheci o David de maneira despretensiosa: Fuçando na internet, rs… Eu  havia acabado de ler “A Arte Expositiva de João Calvino” e resolvi pesquisar sobre essa “galera” que deixou legado e que influencia até os dias de hoje. Vi um video de um pastor citando um pequeno trecho do diário do David Brainerd e fiquei doido! Meu povo, eu queria porque queria esse diário e não descansei até tê-lo em minhas mãos.

O David foi um missionário norte-americano que entregou e gastou a sua breve vida com a proclamação do Evangelho em tribos indígenas. Tão jovem (viveu apenas 29 anos) e tão entregue, tomou a decisão mais bem acertada que um ser humano poderia tomar: Empenhar a vida em conhecer o Filho de Deus e fazê-Lo conhecido. Fala sério! Esta é a Verdadeira Nobreza: O envolvimento com O que é de fato Nobre e Eterno.

Minhas redes sociais sofreram uma “overdose” de posts depois que eu comecei a ler esse diário. Principalmente o facebook... Meus amigos, me perdoem por “lotar” a timeline e o whatsapp de vocês, rs. É muita felicidade e identificação pra uma pessoa só. Espero não ter “enchido”, mas abençoado vocês.

O que aconteceu comigo foi que a vida do David, por diversas vezes, se pareceu muuito com a minha. Seus anseios e valores, fraquezas e conquistas, sua humanidade e seu anelo pelo Eterno se assemelham tanto com a minha vida que parece o meu próprio diário. É sérião! Eu fiquei um pouco chocado. De verdade! As vezes parecia que eu estava lendo a minha história, só que com mais clareza. Haviam coisas dentro de mim que eu sabia que estavam lá, mas não conseguiria comunicá-las ou expressá-las de maneira escrita como Brainerd o fez. É muita identificação, minha gente! Muita mesmo.

Tal como David Brainerd, só Henri Nouwem mesmo – A gente podia ter se conhecido… Já pensou nesta “reunião”? (Eu, Brainerd e Nouwen). Adoraria sentar, tomar um café e conversar. Quer dizer, eu acho que seria mais uma entrevista do que uma conversa, rs… Quantas coisas eu gostaria de perguntar! 🙂 Mas, isso não é possível :(. Me restam as literaturas… Ok! Eu me contento com elas.

Bom, aí está uma obra que vale muito a pena ler. Pode adicionar na sua lista.

{b.a}

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s