Golpeia! {Elisabete da Trindade}


Na Sexta-feira Santa de 1898, Elisabete teve a coragem de cantar o sofrimento com um hino que, deixando de lado as considerações literárias, revelou o seu ardente desejo de ser crucificada com Cristo, a fim de unir-se com ele em tudo e comungar toda a sua vida. Citemos algumas estrofes:

Golpeia, golpeia, oh, sofrimento tão caro;
Golpeia, golpeia, oh, tão amada dor.
Tu que deveras não poupaste o Salvador,
Sê, nesta terra, minha doce esperança.

Golpeia; não posso viver sem ti.
Golpeia, para que Jesus encontre em mim
Uma crucificada à sua imagem
Que bebe com Ele a amarga bebida.

Golpeia, para que eu tenha a grande alegria
De me assemelhar a Nosso Senhor,
Ao doce Jesus meu divino modelo…
Jesus! Alegria da alma fiel!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s